Maternidade e paternidade responsável

PAE

PAE

familia feliz

Ninguém nasce sabendo ser uma boa mãe ou um bom pai. Não existem cursos que nos digam os passos a seguir para criar um filho. Cada relação entre pai, mãe e filho é única e é por isso que não existem regras básicas, mas, é verdade que devemos exercer a maternidade e a paternidade responsavelmente.

Em primeiro lugar, devemos ter presente o efeito que nossas palavras têm em nossos filhos, é importante saber isso, assim nos comunicamos melhor com eles e chegamos onde queremos.
Ser pai é um trabalho de tempo integral que exige muito esforço. Devemos estar presente para nossos filhos, física e mentalmente, e faremos da paternidade várias fases que vão crescendo com nosso filho.

A chave é estabelecer, fixar e respeitar as regras. É sempre mais fácil controlar o comportamento de nossos filhos quando eles são pequenos, e estabelecer limites não nos torna maus pais. As regras devem ser consistentes e sempre seguidas sem exceção.

Ao mesmo tempo, devemos encorajar sua independência dentro dessas regras para garantir que sejam adultos bem-sucedidos.
Porém, não devemos exagerar na disciplina, uma educação dura pode gerar traumas físicos e emocionais que não os tornarão adultos melhores no futuro, e sim o contrário. Às vezes é muito mais fácil explicar nossas regras e decisões com calma e respeito: nossos filhos vão entender, raciocinar e se tornarão seres humanos dignos.

Devemos elogiar nossos filhos, não comparar com os outros e celebrar suas diferenças. Desenvolver a autoestima e a personalidade é fundamental durante a infância, e certas atitudes dos pais podem não permitir o desenvolvimento adequado. Se uma criança não se comporta, não devemos humilhá-la ou fazê-la se sentir inferior.

Mostrar interesse no que nossos filhos têm a dizer é um ponto-chave na comunicação. Ser um guia e um modelo em um momento em que as crianças são como esponjas que absorvem tudo vai ajudar seu filho a ser uma melhor pessoa no futuro.

Não devemos superproteger nossos filhos: eles precisam errar e ver as consequências de suas ações. Seu filho precisa viver sua própria vida: você é um guia, mas ele deve tomar suas decisões à medida que vão crescendo.

A maternidade e a paternidade responsável ​​são possíveis. Não precisamos ser pais perfeitos, mas sim, sentir um grande amor por nossos filhos.

¿Te gustó este artículo? Compártelo en tus redes sociales
LinkedIn
Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
logo pae

Contate-Nos

Ciudad de México, México

Nossos serviços
Servicios Adicionales
Assine nosso blog, lá vamos te passar informações sobre saúde emocional, dicas de nutrição, atividades físicas e muito mais.
Call Now ButtonLlámanos