Como o estresse prejudica a perda de peso?

PAE

PAE

O estilo de vida atual afeta nosso estado emocional e nossa saúde.

Hoje em dia é normal estar sempre com pressa; não ter tempo para dar uma pausa e aproveitar a vida pela qual trabalhamos tanto todos os dias.

O estresse aparece pelas adversidades e influência nos aspectos fisiológicos, psicológicos e comportamentais. Porém, essa condição foi normalizada.

 

A resposta do nosso corpo perante o estresse pode ser explicado em 3 fases:

  1. Fase de alarme ou alerta: o hipotálamo-hipófise-adrenal é ativado, o que tem consequências importantes na saúde e na doença. Nesta fase, o gasto cardíaco, a frequência respiratória e a pressão arterial aumentam como resposta no combate contra o calor. Ao mesmo tempo, as funções de alimentação, digestão, sono e reprodução são inibidas, se o estresse for mais longo, ele entra na segunda etapa;
  2. Fase de resistência ou defesa: aguentamos estresse físico e mental, mas, isso esgota as reservas orgânicas do nosso corpo, diminuindo a função neuroendócrina, passando para o terceiro estágio;
  3. Fase de exaustão: como a exposição ao estresse foi prolongada e até aumentada, torna-se um estresse crônico que favorece desequilíbrios hormonais, regulação energética e mudanças em nossos hábitos alimentares, dando origem a uma condição fisiopatológica ou doença.

 

Em consequência, o estresse crônico afeta o estado de nossa saúde mental e física na forma de dores musculares, fadiga, fome, dores de cabeça ou aumento de peso. Isso pode  fazer mudanças na nossa interação com o ambiente e no nosso comportamento; dentro deles está o sobrepeso, considerando que a obesidade é altamente prevalente no nosso país, tanto em adultos como em crianças.

Sobrepeso – Obesidade

O comportamento alimentar é determinado através de sinais neuro-hormonais derivados de condições psicológicas adversas que, acompanhadas de uma grande disponibilidade de alimentos, influenciam nossa ingestão alimentar devido ao estresse com a intenção de nos sentirmos melhor através da alimentação. Nesse mesmo contexto, a resposta fisiológica ao estresse começa influenciando o aumento de peso pouco a pouco, além de um ganho da gordura corporal e outras alterações metabólicas. Essa resposta não é exatamente fome: é a condição ou necessidade de energia para manter as funções vitais do organismo, mas sim um desejo por um alimento com açúcar e gordura que, por ser atraente ao paladar, resulta em uma sensação agradável para os sentidos que ajuda a diminuir o estresse, tornando-se um reforço associado à melhora dos níveis de estresse, de jeito em que toda situação estressante vai gerar uma urgência em comer alimentos densamente calóricos que causarão um aumento de peso.

 

 

O estresse também inibe os sinais de fome-saciedade, subindo o cortisol que eleva os níveis de um hormônio liberado pelo estômago e intestino chamado grelina que em condições normais induz o sinal da “fome” quando não há comida ou a pessoa está em jejum. Esse aumento constante de grelina no sangue que gera o estresse crônico nos conduz a consumir grandes quantidades de alimentos, criando um comedor emocional. Ao contrário do estresse crônico, no estresse agudo sentimos uma inibição do apetite por causa do estado de alerta, permitindo que o cortisol libere insulina, onde o sistema nervoso envia um sinal de saciedade.

 

 

Si o que queremos, é emagrecer, é importante procurar uma atenção multidisciplinar (nutricionista-psicólogo-médico) para descobrir a causa do aumento de peso ou a dificuldade em emagrecer. Gracas ao estresse crônico é preciso trabalhar em todas as áreas da saúde para atingir o objetivo e recuperar uma saúde saudável.

Referências:

R., Celso, et al. Revista Cubana de Investigaciones Biomédicas. 2018;37 (3). chrome-extension://efaidnbmnnnibpcajpcglclefindmkaj/viewer.html?pdfurl=http%3A%2F%2Fscielo.sld.cu%2Fpdf%2Fibi%2Fv37n3%2Fibi13318.pdf&clen=184822&chunk=true

¿Te gustó este artículo? Compártelo en tus redes sociales
LinkedIn
Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
logo pae

Contate-Nos

Ciudad de México, México

Nossos serviços
Servicios Adicionales
Assine nosso blog, lá vamos te passar informações sobre saúde emocional, dicas de nutrição, atividades físicas e muito mais.
Call Now ButtonLlámanos